• Teses e Dissertações

    A lição universitária: Ensino eficaz e percurso de formação dos docentes

    Esta pesquisa resulta de um profundo interesse na leitura da universidade. Ela está enraizada na experiência que me levou - primeiro como aluno e em seguida como professor - para entrar em contato com contextos de ensino superior e para os adultos, a nível internacional, profundamente diferente entre si. Isto estimulou uma curiosidade para aprofundar a investigação nesta área, para identificar as características peculiares que distinguem a maioria dos "exemplos eficazes" deste modo de didática ou melhor cumprimento das normas e orientações para Garantia da Qualidade no Ensino Superior Europeu Área Associação Europeia para a Garantia da Qualidade no Ensino Superior (ENQA), aprovado em 2005 e 2009 para Bergen e Lovanio, respectivamente - pelos ministros europeus de Ensino Superior dos países que pertencem ao processo de Bologna. Em particular, entre as linhas de orientação que você especificar, nominalmente: os professores são o recurso mais importante à disposição dos alunos; é, portanto, importante que aqueles que realizam atividades de ensino tem pleno conhecimento e compreensão do assunto que ensina e possuem competência e experiência de efetivamente transmitir seus conhecimentos para estudantes em uma variedade de contextos de aprendizagem, em seguida, obter feedback sobre suas atividades. As instituições devem assegurar que os procedimentos de seleção e nomeação professores fornece as ferramentas para garantir a posse do nível mínimo necessário de habilidades. Isso é relevante, considerando que os professores universitários italianos não são beneficiados por um curso de formação no ensino estabelecida por lei, embora na maioria dos países é coberta - em alguns casos obrigatória em forma - e também as normas e orientações acima mencionadas, enfatiza a importância. Ao corpo docente deve ser oferecida a oportunidade de atualizar e melhorar sua habilidade de ensinar. As instituições devem permitir que os professores menos experientes melhorarem a si mesmos para chegar à padrões aceitáveis, mas eles também devem ter os meios para remover do cargo os professores cujos resultados permanecem abaixo do limiar mínimo previsto. (Tese em italiano).

    CANGELOSI, A. A lição universitária: Ensino eficaz e percurso de formação dos docentes. 2010. 570 f. Tese de Doutorado (Doutorado em Pedagogia Experimental) - Sapienza Universidade de Roma. Programa de Doutorado em Pedagogia Experimental, Roma, 2010.


    • Teses e Dissertações

    Método para a gestão do conhecimento em iniciação científica segundo os pressupostos da Ontopsicologia

    Sociedades intensivas em conhecimentos necessitam de novos modelos para a formação de recursos humanos, baseadas em metodologias do tipo life long learning. A formação de jovens pesquisadores necessita incorporar a cultura da Gestão do Conhecimento como forma de desenvolvimento da pesquisa cientifica no país. O principal programa de formação de jovens pesquisadores no Brasil é, atualmente, o Programa Institucional de Iniciação Científica do CNPq. Para conhecer os aspectos objetivos e subjetivos da iniciação científica, selecionou-se duas Instituições Federais de Ensino Superior brasileiras, sendo essas a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade Federal de Santa Maria e, através de questionários e entrevistas, buscouse aprofundar o entendimento do processo de formação do jovem pesquisador através do convívio com um pesquisador experiente. Os resultados demonstraram que a participação do jovem na Iniciação Científica representa uma experiência que envolve a aquisição de conhecimentos, habilidades e atitudes, a maioria dessas úteis à vida acadêmica do jovem também fora do âmbito da pesquisa. Entretanto, os resultados também demonstraram que o modelo utilizado não possui ênfase no desenvolvimento subjetivo do jovem pesquisador, o que caracteriza o processo como mais técnico que formativo. Frente aos resultados obtidos e utilizando-se do referencial teórico-metodológico da Ontopsicologia, desenvolveu-se um método complementar para a Iniciação Científica, que incorpora às etapas tradicionais de Gestão do Conhecimento o desenvolvimento da subjetividade do jovem pesquisador, de modo que as atitudes sejam integradas na personalidade segundo um critério específico e com possibilidade de atualização continuada do tipo life long learning.

    MENDES, A. M. Método para a gestão do conhecimento em Iniciação Científica segundo os pressupostos da Ontopsicologia, 2009. 173f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Universidade Federal de  Santa Catarina, Florianópolis, 2009.


    • Teses e Dissertações

    O Processo Criativo de Uma Agência Publicitária a partir dos Princípios da Ontopsicologia e da OntoArte

    Este trabalho discute a relação entre o design de comunicação publicitária e os princípios da Ontopsicologia e da OntoArte, a partir do processo criativo de uma agência publicitária fundamentado nestes critérios. A relevância do trabalho decorre da importância que o profissional da publicidade exerce, principalmente na escolha das imagens utilizadas, visto que são portadoras de valores e significados que influenciam emoções, pensamentos e comportamentos dos indivíduos. Ao trabalhar em base aos conceitos da OntoArte e a da Ontopsicologia, o profissional de publicidade pode realizar uma atuação mais responsável no mercado, exercendo seu papel (direto ou indireto) de educador social e promovendo uma cultura baseada em valores humanistas, tais como viver, capacidade, dignidade, sociabilidade, entre outros. Em sua primeira etapa, a metodologia de abordagem qualitativa estudou a experiência de uma agência de design de comunicação que atua com os princípios da Ontopsicologia e da OntoArte. Estudou-se o processo criativo, em especial de um trabalho realizado, o projeto gráfico e de design da revista Performance Líder. Realizou-se uma pesquisa de campo para avaliar a percepção do público-alvo em relação à expressão de tais princípios no design de comunicação da revista. Observou-se que os participantes identificaram os princípios da Ontopsicologia e da OntoArte no design e no conteúdo da revista, evidenciando que estes critérios podem ser utilizados também por outros profissionais no mercado. 

    MIRANDA, C. S. O processo criativo de uma agência publicitária a partir dos princípios da Ontopsicologia e da OntoArte. 2012. 144 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie. Programa de Pós-Graduação em Educação, Arte e História da Cultura, São Paulo, 2012.


    • Teses e Dissertações

    O Princípio Da Dignidade Da Pessoa Humana Como Regulador Da Economia No Espaço Transnacional: Uma Proposta De Economia Humanista

    O desafio contemporâneo na ciência jurídica é reabilitar o político, o social e o cultural diante da hegemonia de uma razão econômica degradada quanto aos valores humanos, e auxiliar a construir uma civilização mais humana e digna de se viver. Neste sentido, o objetivo geral desta tese é analisar a dignidade da pessoa humana como paradigma do direito econômico transnacional e sua viabilidade na regência de uma ordem econômica que seja construída em compatibilidade ao humanismo, apresentando a aplicabilidade da dignidade da pessoa humana na economia pela proposta de um modelo de economia humanista, demonstrada na prática pelo capitalismo humanista empreendido no caso empresarial de Brunello Cucinelli. A dignidade da pessoa humana confere a razão lógica e o significado ético para se pensar em uma ordem econômica dentro de uma perspectiva humanista. Economia, capitalismo e humanismo não são incompatíveis, por isso, é preciso enfrentar o desafio de se pensar em um sistema produtivo fundado a partir do humanismo, compromissado com direitos e deveres humanos, aplicando na prática o direito inato da dignidade da pessoa humana. Este é um ideal que pode ser aplicado mesmo em uma economia que ultrapassa as fronteiras nacionais e entra no cenário globalizado e transnacional, unindo os méritos da iniciativa individual, produtividade, eficiência com contribuições fundamentais da cultura humanista promotoras da virtude, da beleza, da cultura, da arte, da ciência, do bem-estar, da solidariedade, da fraternidade, da cooperação. Quanto à metodologia, registra-se que o relatório dos resultados expresso no presente trabalho monográfico é composto na base lógica indutiva.

    SANTOS, R. P. O princípio da dignidade da pessoa humana como regulador da economia no espaço transnacional: uma proposta de economia humanista. 2015. 568f. Tese (Doutorado em Ciência Jurídica) - Centro de Educação de Ciências Sociais e Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí. 2015.


    • Teses e Dissertações

    Significados e Sentidos da Formação Continuada, Segundo o Método Ontopsicológico: Um Estudo Com Professores Do Ensino Superior

    A presente pesquisa tem como objetivo compreender os significados e sentidos da formação continuada de professores do Ensino Superior que usam o método ontopsicológico para sua formação. A fundamentação teórica do estudo apresenta, inicialmente, o pensamento complexo que representa, na concepção dos autores consultados, o paradigma emergente à educação contemporânea. Na sequência discorre-se sobre a formação de professores do ensino superior com base em Nóvoa (1995, 2002, 2009); Schön (1995, 2000); Alarcão (1996); Marcelo García (1999); Veiga (2009); Imbernón (2006) e Behrens (2006, 2009, 2011). O respaldo epistemológico do estudo baseia-se nos pressupostos da Ontopsicologia que também representa uma novidade no contexto acadêmico, do ensino, pesquisa, extensão e inovação. Para este fim, tomam por base as obras do formalizador desse pensamento, principalmente os textos revistos e reeditados recentemente: Meneghetti (2002, 2004a, 2006b, 2007c, 2010, 2012a, 2013a). A metodologia utilizada para a investigação é de abordagem qualitativa e de cunho da fenomenologia hermenêutica. Fazem parte do estudo seis professores que utilizam o método ontopsicológico como formação pessoal e prática docente, pertencentes a uma instituição de Ensino Superior do interior do Rio Grande do Sul. Os dados são provenientes de entrevista narrativa e o número de participantes delimitado por inclusão progressiva - saturação. Para a representação dos aspectos investigados se elaboram dez mapas conceituais e se selecionam os trechos mais representativos do discurso dos participantes. Os dados apontam que o motivo básico que os levou à formação no método em estudo, se relaciona à busca existencial. Evidenciam a dimensão pessoal do professor como base para a qualidade do seu trabalho. Ao se depararem com o conhecimento ontopsicológico, encontram a novidade das três descobertas: campo semântico; monitor de deflexão e Em Si ôntico. Constata-se que a aplicabilidade do método permite ao professor ampliar a consciência de si mesmo e compreender a dinâmica da aula por meio da leitura de campo semântico. Isto torna a gestão do ensino mais prática, pois distingue aquilo que traz crescimento e o que leva os sujeitos à decadência. Os participantes também desenvolvem estudo contínuo em suas áreas de conhecimento e no método ontopsicológico; revisão crítica contínua da consciência ou do Eu lógico-histórico com aplicação dos instrumentos de análise diagnóstica, próprios do método. Esses aspectos confirmam a aplicação prática da teoria e demonstram seu caráter interdisciplinar. Portanto, conclui-se que os significados e sentidos atribuídos à formação continuada de professores que utilizam o método ontopsicológico estão relacionados a valores ontológicos que fundamentam a base epistemológica para a atuação ética em todas as esferas da vida: pessoal, profissional e social e que, para auxiliar na formação do outro, primeiro é preciso formar a si próprio para que se torne um professor preciso na ação pedagógica. 

    SPANHOL, C. I. D. A. Significados e sentidos da formação continuada, segundo o método ontopsicológico: um estudo com professores do ensino superior. 2013. 225 p. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidad del Mar, Chile, Viña del Mar, 2013.


    • Teses e Dissertações

    A psicoterapia em 23 periódicos nacionais: uma contribuição à história da psicologia no Brasil

    A carência de estudos históricos sobre a psicoterapia, levou-nos a pesquisar o que tem sido a escrita dessa história no Brasil, ao longo do tempo. Tendo como fontes primárias artigos publicados em 23 periódicos brasileiros, que trazem o tema psicoterapia, terapia e terapêutico(a), no período compreendido entre 1955 e 2010, encontramos 532 artigos trazendo os descritores, 197 deles com dados históricos para a psicoterapia. Realizamos dois levantamentos: o primeiro considerou o período entre 1994 a 1999 – seguindo o artigo de Teixeira e Nunes (2001), “Psicoterapia: Uma História Sem Registro” – e o segundo expandiu o período da pesquisa, de 1955 a 1993 e 2000 a 2010, nos mesmos 23 periódicos. Nos 197 artigos escrevem 266 autores. No período 1994 – 1999, 33% dos autores são psiquiatras, 18% de outros autores seguem a abordagem psicanalítica e os 51% restantes distribuem-se em outras perspectivas. Ao longo de 48 anos, segundo levantamento, a preponderância do número de autores é da psicanálise e da psiquiatria, aparecem também, com presença significativa, a fenomenologia e a abordagem centrada na pessoa, tendo-se percebido crescimento significativo das linhas cognitivo comportamental. Constatou-se que a leitura de artigos completos permite encontrar informações sobre uma história da psicoterapia. São nomes de pessoas ou de eventos associados à psicoterapia ou a práticas interpretadas como próprias ou próximas ao que se tem chamado de psicoterapia. No final, considerando a dificuldade de se encontrar definições de psicoterapia nos artigos estudados, buscamos definições em dicionários, entre elas, a definição da American Psychological Association (APA), do Conselho Mundial de Psicoterapia, do Conselho Federal de Psicologia e uma que difere de todas, a do dicionário de Ontopsicologia. A partir de uma rápida análise das definições, constata-se que não existe um consenso sobre o que é Psicoterapia e discute-se se é possível uma história da psicoterapia.

    RODEGHERI, V. L. A psicoterapia em 23 periódicos nacionais: uma contribuição à história da psicologia no Brasil. 2011. 135 p. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.


    • Teses e Dissertações

    Projeto Flauta Na Educação Musical: Um Estudo Com Entrevistas Em São João Do Polêsine (RS)

    A presente dissertação foi desenvolvida na Linha de Pesquisa Educação e Artes (LP4) do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e vincula-se ao grupo de estudos e pesquisas FAPEM – Formação, Ação e Pesquisas em Educação Musical – da UFSM. A pesquisa teve como objetivo geral estudar as contribuições do Projeto Flauta, e do Grupo Especial, na educação musical do município de São João do Polêsine, a partir da perspectiva de alguns protagonistas: alunos, professores e gestores. Como objetivos específicos buscou-se conhecer as concepções que diretores, professores, alunos das escolas sede do Projeto e Secretária de Educação possuem do Projeto Flauta; evidenciar quais transformações são decorrentes na formação musical dos seus alunos e a constituição do Grupo Especial e estudar a relação do Projeto Flauta com a implementação da Lei 11.769/2008, sob a perspectiva dos gestores e professores. Para tanto a revisão de literatura foi constituída de autores que discutem sobre projetos em educação musical, Puerari (2008), Santos (2007), Schwan (2008) e Rozzini (2012). A educação musical foi dialogada com autores como Merrian (1964), Bellochio (1994), Beineke (1997, 2003, 2008), Brito (1998, 2010), Oliveira (2001), Swanwick (2003, 2008), Araujo (2012), Campos (2005), Weiland (2006), Paoliello (2007), Cuervo (2009), Silva (2010), Souza (2012), dentre outros. A Pedagogia Ontopsicológica, que fundamenta o Projeto Flauta, foi dialogada com Meneghetti (2005, 2006, 2007, 2010, 2014), Giordani e Mendes (2007, 2011) e Carvalho (2014).  A pesquisa desenvolveu-se através do estudo com entrevistas, abordagem qualitativa, sendo dialogadas com Minayo (2001), Triviños (2008), May (2004), dentre outros. Neste processo de investigação foi possível identificar as principais transformações causadas pelo Projeto Flauta nos sujeitos envolvidos, na comunidade em que ele está inserido e nos seus desdobramentos para o Grupo Especial. Constatou-se que o Projeto Flauta colaborou para o desenvolvimento musical e extra musical dos alunos, e também dos professores, e auxiliou na implementação da Lei 11.769/2008 e nas relações de interação em atividades musicais com a comunidade. 

    PORTELA, V. E. Projeto flauta na educação musical: um estudo com entrevistas em São João do Polêsine - RS. 2014. 112 p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.


    • Teses e Dissertações

    "A Crise das Ciências Européias e a Fenomenologia Transcendental" de Edmund Husserl: uma apresentação

    Este trabalho tem por objetivo apresentar uma das mais importantes e intricadas obras do filósofo alemão Edmund Husserl: “A crise das ciências européias e a fenomenologia transcendental”, de 1936. Trata-se de uma obra significativa no desenvolvimento de Husserl por causa da elaboração do conceito de “mundo-da-vida” (Lebenswelt), mas, além disso, o texto contém uma dimensão adicional, igualmente inovadora: é a primeira publicação na qual Husserl toma expressamente uma posição sobre a história e na qual trata o problema da historicidade da filosofia, empreendendo longas análises “histórico-teleológicas”. Porém, antes de compreender porque é possível falar de uma crise das ciências, porque, para Husserl, a lógica, a matemática e a física ainda precisassem de um fundamento último, e, finalmente, porque, para ele, a filosofia seja a ciência capaz de prover este fundamento, o primeiro passo é compreender a sua noção de “ciência”. As análises histórico-teleológicas ocupam uma posição de destaque na última grande obra de Husserl, correspondendo ao próximo passo “lógico”: demonstrar “como”, historicamente, tenham-se construído os equívocos da filosofia e da ciência. Husserl analisa a teleologia ínsita no percurso histórico da filosofia na busca de um fundamento definitivo, o qual, não fora corretamente capturado pelas duas principais posições da filosofia moderna: o objetivismo fisicalista e o subjetivismo transcendental. Tal percurso conduz a filosofia à necessidade de uma tarefa específica, que é a fenomenologia. Esta é chamada a realizar o empreendimento de uma análise intencional da consciência constitutiva do mundo, a qual desvelará pela primeira vez como tema filosófico o “mundo-davida”, o qual surge como fundamento de todas as ciências: filosofia, lógica, matemática, ciências naturais etc. O trabalho faz então uma revisão de parte da vasta literatura acerca da noção de “mundo-da-vida”, seguindo as minuciosas considerações de alguns autores: segundo a perspectiva da evolução da idéia de “mundo” na obra de Husserl, segundo a constituição intersubjetiva do mundo e o relativismo histórico, mas também segundo a consideração do problema filosófico do “mundo-da-vida” enquanto um universo de ser e de verdade, apresentando, por fim, uma análise segundo a perspectiva da totalidade da vida intencional. No que se refere ao problema das “vias” para a redução fenomenológica transcendental, que ocupa a terceira parte da obra, analisamos apenas a via por meio da reconsideração do “mundo-da-vida” já dado, deixando a via da “psicologia” para uma investigação futura.

    AZEVEDO, E. L. “A crise das Ciências Européias e a Fenomenologia Transcendental” de Edmund Husserl: uma apresentação. 2011. 126 p. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Programa de Pós-Graduação Filosofia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.


    • Teses e Dissertações

    Relação entre Psicologia e Fenomenologia a partir da obra "Psicologia e Fenomenologia" (1917) de Edmund Husserl

    A relação entre Psicologia e Fenomenologia foi um tema relevante na obra do filósofo alemão Edmund Husserl (1859-1938), considerado o fundador da Fenomenologia e um dos pensadores expoentes do século XIX que influenciou, através de sua obra, tanto as correntes filosóficas de seu tempo como as ciências de forma geral. A psicologia foi uma das disciplinas mais abordadas em seus escritos, tornando possível a fundação de uma nova corrente, a designada Psicologia Fenomenológica. A finalidade desta dissertação é contribuir com os estudos sobre a fenomenologia e seu contraponto prático na ciência psicológica, a partir da revisão e análise da obra intitulada Fenomenologia e Psicologia (1917), um breve escrito de Husserl que se constitui, a um só tempo, numa introdução à fenomenologia e ao método fenomenológico. O trabalho inicia abordando a crítica husserliana ao Psicologismo – termo empregado para caracterizar as posições filosóficas que reduzem o conteúdo cognoscitivo aos mecanismos psicológicos e aos fenômenos subjetivos da consciência – e introduz a visão husserliana da psicologia e da própria fenomenologia. Para definir a fenomenologia, é dado enfoque particular ao conceito de “fenômeno”, dando-lhe a devida amplitude, clarificando o seu sentido na ótica fenomenológica e relacionando-o com o conceito de “objeto”. Fenômeno, na abordagem fenomenológica, não é a verdade objetiva da natureza, que é objeto de estudo das ciências da natureza. Para o estabelecimento das relações entre fenômeno e objeto, Husserl retoma o conceito de “consciência”, o que dará origem a duas diversas ciências: a ciência da consciência em si mesma e a totalidade das ciências objetivas. Uma vez apresentadas as características da fenomenologia, ciência da consciência em si mesma, explicita-se sua estreita relação com a psicologia, em especial com aquela que Husserl nomeia “psicologia pura”. Desta relação, o trabalho deriva na relação entre a psicologia e fenomenologia transcendental, abordando o problema da distinção entre subjetividade psicológica e subjetividade transcendental. Para concluir, é apresentada a proposta husserliana da fenomenologia como realizadora da ideia de uma psicologia racional ou fenomenológica e da abertura de um enorme campo de conhecimento racional e não de menor, mas de maior peso para a possibilidade de conhecimento psicológicoempírico.

    BARBIERI, J. B. P. Relação entre Psicologia e Fenomenologia a partir da obra “Psicologia e Fenomenologia” (1917) de Edmund Husserl. 2011. 73 p. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Programa de Pós-Graduação Filosofia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.


    • Teses e Dissertações

    Portal corporativo para gestão do conhecimento: alinhando pessoas, informação e estratégia organizacional em uma instituição de ensino superior privada

    Esta pesquisa se propôs a investigar como desenvolver e implantar um portal corporativo para auxiliar na gestão do conhecimento em uma Instituição de Ensino Superior Privada, com base em pessoas, informação e estratégia organizacional. Tendo em vista as peculiaridades do contexto e do conhecimento acadêmico, mais especificamente, referiu-se a uma proposta de construção de um modelo conceitual de portal corporativo para a gestão do conhecimento no contexto acadêmico, tendo por base o conhecimento organizacional de uma instituição de ensino superior privada. De natureza quali-quantitativa, a pesquisa desta dissertação caracteriza-se como estudo de caso. Os objetivos foram alcançados por meio da combinação de duas linhas de ação: a primeira relacionada à construção teórica realizada com base na literatura, e a segunda constituída de questionário, aplicado aos colaboradores técnicoadministrativos da instituição de ensino superior privada (IESP). Com base nos métodos empregados, foi possível: a. levantar as necessidades informacionais e de conhecimento dos colaboradores da IESP; b. verificar como a informação e conhecimento são tratados na instituição de forma a estar articulado à estratégia organizacional; c. estudar os tipos de portais existentes; e d. estudar a informação e a gestão do conhecimento em instituições de ensino superior privadas. A partir desses resultados, foi possível delinear um modelo conceitual de portal para a gestão do conhecimento em sua vertente tácita e explícita no contexto acadêmico.

    WEBER, C. Portal corporativo para gestão do conhecimento: alinhando pessoas, informação e estratégia organizacional em uma instituição de ensino superior privada. 2010. 142 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.


    • Teses e Dissertações

    A Formação de Líderes Segundo a Ontopsicologia

    Muito se fala em liderança, em características do líder e na sua importância para o contexto organizacional e social, contudo, ao buscar estudos sobre a formação de lideres, muito pouco é encontrado e como afirma Banyai (2009), existe pouco consentimento sobre o que de fato seja liderança e como formá-la. Kegan e Lahey (2009) defendem que o desenvolvimento de lideranças deveria ser mais centrado no processo de desenvolvimento pessoal do líder ao invés do ensinamento de conhecimentos e capacidades associados à liderança. No entanto, há muito pouco estudo no campo da Administração que foca na formação pessoal do líder, existindo vasto campo a ser pesquisado. Deste modo, a presente pesquisa teve como objetivo analisar como se dá a formação de jovens líderes segundo a metodologia ontopsicológica e quais resultados essa formação oferece aos líderes. A metodologia ontopsicológica tem como objetivo a formação holística dos indivíduos e utilizase de técnicas e instrumentos próprios, baseados em suas descobertas específicas, para a formação dos jovens que serão os futuros líderes empresariais. O líder, para Meneghetti (2008), é aquele que por meio do próprio egoísmo, ou seja, ao realizar e construir o melhor para si mesmo, realiza também o interesse público, social, estimula a sociedade, a revitaliza e impõe uma dialética de crescimento e progresso. É um criativo no sentido que produz evolução e funcionalidade futura, é capaz de propor novos modelos de sociedade, de soluções, de perspectivas. A pesquisa foi realizada com 9 jovens entre 25 e 30 anos em diferentes etapas de formação; com 2 líderes que atuam nas empresas onde os jovens trabalham e que também foram formadas desde muito jovens pela metodologia ontopsicológica; e com 4 líderes empresariais também formados com base na metodologia ontopsicológica, mas que são proprietários de empresas próprias. Os jovens trabalham em quatro empresas localizadas no Centro Internacional de Arte e Cultura Humanista Recanto Maestro-RS, distrito reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2007 como um modelo de projeto a ser seguido para o atingimento dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Este estudo reforçou a ideia de que o indivíduo deve conhecer a si mesmo, saber administrar a si antes de saber administrar a própria função, organização. Neste sentido, o administrador, o profissional que não construir bem a si mesmo, que não souber fazer bem as coisas para si, não saberá fazer para a empresa, para o outro. A utilização da metodologia ontopsicológica, como revelada pela pesquisa, possibilita o processo de autoconhecimento individual, que reflete em resultados não somente na vida pessoal, mas também na vida profissional e na empresa de modo direto.

    MONTENEGRO, A. C. V. A formação de líderes segundo a Ontopsicologia. 2012. 98 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2012.


    • Teses e Dissertações

    O Impacto da Consultoria Ontopsicológica no Desempenho Organizacional

    O objetivo desta pesquisa foi investigar a aplicação do modelo de consultoria empresarial ontopsicológico em organizações brasileiras e a percepção dos resultados obtidos em virtude de seu diagnóstico. Inicialmente foram apresentados aspectos históricos e conceituais sobre consultoria empresarial. Em seguida relataram-se alguns modelos de consultoria, dedicando maior atenção ao modelo ontopsicológico. Com caráter qualitativo-exploratório, foram estudados os casos de três empresas com capital 100% brasileiro através de entrevistas semiestruturadas. O roteiro das entrevistas foi construído por meio de três grandes eixos: abordagem inicial, processo e resultados. A amostra, selecionada por conveniência, totalizou 14 sujeitos, sendo cinco consultores que utilizam este modelo em sua atuação profissional e nove empresários da alta gestão das três empresas pesquisadas. Os dados coletados foram classificados através da análise de conteúdo em cinco categorias que emergiram tanto das discussões teóricas como das entrevistas. Entre os resultados evidenciados nas empresas estudadas, destacam-se os ganhos econômicos, individuais, de gestão e de dinâmica empresarial decorrentes da aplicação deste modelo. Além disso, verificou-se que é um modelo cuja atenção está direcionada para a personalidade da principal liderança e como esta se materializa na organização, reforçando a discussão interdisciplinar na área administrativa.

    BAZZO, P. S. O impacto da Consultoria Ontopsicológica no Desempenho Organizacional. 2011. 111f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Programa de Pós- Graduação em Administração, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2011.


    • Teses e Dissertações

    Ontopsicologia e formação de pessoas na gestão sustentável do Centro Internacional de Arte e Cultura Humanista Recanto Mastro

    A temática da sustentabilidade tem encontrado espaço nos estudos organizacionais ao se direcionar às ações de gestão empresarial na sociedade mundial. Nesse contexto, investiga-se uma realidade no interior do Estado do Rio Grande do Sul, o Recanto Maestro, terceiro Distrito de São João do Polêsine. Utiliza-se, para tanto, a pesquisa-ação (THIOLLENT, 1997) para investigar o problema de pesquisa: “Como o Recanto Maestro faz a sua gestão sustentável?”. Os dados foram coletados por meio da observação participante, da análise documental e através de entrevistas semiestruturadas, realizadas com 16 gestores de projetos desenvolvidos no lócus do estudo. Para a interpretação dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo (BARDIN, 1994). Ao perpassar pelos principais referenciais teóricos sobre gestão sustentável e do método ontopsicológico (MENEGHETTI, 2004) - o qual é aplicado na formação dos recursos humanos que atuam neste local -, observa-se que as organizações demonstram-se sustentáveis conforme os pilares desenvolvidos por Sachs (2007). Além desses, identifica-se outro pilar que contribui para o desenvolvimento sustentável, o qual, até então, não havia sido considerado na literatura corrente sobre sustentabilidade: a mentalidade sustentável. Essa, conforme Meneghetti (2004), é decorrente da formação continuada (Life Long Learning), a qual possibilita a autenticidade da consciência do ser humano por meio da reversibilidade entre intencionalidade e ação sustentável. O ser humano operador social é capaz de ser agente interdisciplinar e de promover a sustentabilidade, oportunizando, assim, resultados benéficos tanto para si e para o outro quanto para o meio ambiente em que se insere. O estudo conclui que a interdisciplinaridade está implícita no conceito de sustentabilidade. O princípio interdisciplinar evidencia-se ao estabelecer relações de benefícios mútuos entre as diversas esferas apontadas por Sachs (2007) – econômica, social, ambiental, cultural, política, territorial –, onde se complementam e se reforçam. Nesse contexto, o estudo indica as contribuições que a escola ontopsicológica, por meio de sua metodologia e de seus instrumentos de formação, pode trazer às organizações ao desenvolver seu recurso mais valioso: o humano. Através da aplicação desse método em realidades empresariais e micro-sociais, como o exemplo do CIACH Recanto Maestro, pode-se buscar um novo modo de fazer a gestão sustentável.

    SCHUTEL, S. Ontopsicologia e formação de pessoas na gestão sustentável do Centro Internacional de Arte e Cultura Humanista Recanto Maestro/RS. 2010. 131f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro de Ciências Sociais e Humanas, Programa de Pós- Graduação em Administração, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2010.